30 setembro 2009

Para além de que me apetece escrever cenas

O sol apagou-se, despediu-se como quem está farto de estar no mesmo sítio, assim muito rapidamente. Ninguém se apercebeu muito bem da situação. Afinal, a noite ainda era uma criança. Onde poderia ele ir sem voltar? Estava tudo fechado aquelas horas.
Mais a mais, tinha deixado a carteira e as chaves ali na mesa. Mas, quem é que se vai assim embora do nada, só com a roupa que tem no corpo? Muito inapropriado. Rude até, disseram alguns baixinho, aquele tipo de gente que se calaria se, de repente, ele entra-se ali.
Não. Nunca mais ninguém ouviu falar do sol. Teve que se formar um comité e dar um pulinho até Alpha Centauri, ver se havia alguém disponível para o lugar.

1 comentário:

  1. pois... vê lá o que é que andas a fumar mas é! ;)

    ResponderEliminar